Bücherverbrennung / Noites de barbárie

Bücherverbrennung é um termo alemão que significa queima de livros e é associado aos eventos organizados entre 10 de maio e 21 de junho de 1933, poucos meses depois da chegada ao poder de Adolf Hitler. Neste período, nas principais cidades alemãs, atendendo a uma proposta formulada por Goebbels, organizadas estudantis apoiadoras do nazismo, foram realizados eventos públicos nos quais foram queimados centenas de … Continue lendo Bücherverbrennung / Noites de barbárie

Anúncios

Ensino de música é obrigatório nas escolas brasileiras

Todas as escolas públicas e privadas do Brasil devem incluir o ensino de música em suas grades curriculares. A exigência surgiu com a lei nº 11.769, sancionada pelo ex-Presidente Luís Ignácio Lula da Silva, em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica. O objetivo não é formar músicos, mas desenvolver a criatividade, … Continue lendo Ensino de música é obrigatório nas escolas brasileiras

SE OS TUBARÕES FOSSEM HOMENS

Bertold Brecht Se os tubarões fossem homens, eles fariam construir resistentes caixas do mar Para os peixes pequenos com todos os tipos de alimentos dentro Tanto vegetais, quanto animais https://www.facebook.com/FanzineRioClaro/videos/1047106345424811/ Eles cuidariam para que as caixas tivessem água sempre renovada E adotariam todas as providências sanitárias Cabíveis se por exemplo um peixe pequeno ferisse a … Continue lendo SE OS TUBARÕES FOSSEM HOMENS

Adeus poeta brincante

João Baptista Pimentel Neto* Adeus Ariano. Farás falta aos brincantes e a poesia... Após sua partida jamais seremos os mesmos. Seremos todos outros... E mesmo sendo outros, lembraremos sempre e para sempre de ti... Das poesias suas que sempre lembram que a vida será para sempre eternas brincadeiras... E que só vive de verdade quem … Continue lendo Adeus poeta brincante

Cría cuervos, una reflexión de la Cultura

"Lo primero que define y permite una transformación es la cultura. Y la cultura es la percepción que tenemos del mundo." por Raúl Pérez Torres.